Virando Gringa

10 lugares pra dormir em Amsterdam – 9 Hostels e um Houseboat

Como já citei em outros posts deste blog, existem muitas alternativas para dormir quando você viaja.Desde do hotel mais caro, até o mais “fuleiro”, passando por albergues e hostels, que podem ser de ótima qualidade, ou apenas algumas camas no sótão de um bar qualquer no meio da cidade mais louca do mundo!

Se você é estudante, como eu, o melhor mesmo é ficar em Hostel, porque tem a atmosfera do nosso jeitão, é barato, e tem o que nós precisamos, sem frescura: uma cama, aquecedor, banheiro e, nos melhores casos, café da manhã incluído antes de sair pro tour.
Neste tempo que vivo por aqui na Holanda, conheci muitas pessoas, e sempre fui perguntando pra elas quais seus lugares preferidos pra ir, país com gente mais legal, e também as dicas, como o melhor hostel.
Onde gostei de ficar, com bom custo-benefício, e também os que mais me recomendaram em Amsterdam foram os seguintes:
1. Stay Okay Vondel Park: definitivamente o meu preferido. Você acordar e ter a vista do parque mais lindo de Amsterdam é coisa digna de hotel caro!
Porém, eles não tem café da manhã, e a estadia no inverno em quarto com 15 pessoas é 17 euros. No verão é mais caro, então, pro padrão de hostel, esse é um dos caros. Mas pro padrão Amsterdam é normal.
2. Bull Dog: É o hostel da rede de coffieshopps mais tradicional de Amsterdam. Bulldog foi o primeiro coffieshop da história da cidade, então tem aquele “status’ dormir lá. Por isso, os preços variam muito, mas são sempre 20 euros ou mais, às vezes bem mais. Confira no site deles.
Tem vários bulldogs espalhados pelos pontos turísticos da cidade.
3. Hans Brinker – O pior hostel do mundo de acordo com eles mesmos (http://www.hans-brinker.com/) – E é mesmo barulhento de noite, tem um bar no térreo, e gente muito doida everywhere. Já dormi lá uma vez quando estava perdida com a minha querida amiga russa Lina, que disse que tinha reservado um hostel, mas não tinha. Ficamos andando pela cidade, perdidas, até acharmos esse lugar, era nossa única escolha no momento. Fui muito louco (leia-se: uma das melhores experiências da nossa vida).
Eles tem um pedestal especial pro prêmio de “The Worst Hostel Ever”. Inventado por eles mesmos. Marketing é tudo nessa vida.
4. Flying Pig – Tem o Flying pig downtown e o uptown. Um é no centro (a uns 3 minutos da Centraal Station). E o outro é do lado da Museumplein (aquela famosa com as letronas Iamsterdam).
5. Bobs Youth: é bem perto da estação central. Um hostel que já tem 30 anos de existência, e tem a proposta mesmo de ser para jovens. Eu simpatizo muito com Bobs youth, apesar de nunca ter dormido lá.

É um hostel extremamente recomendado por amigos, e o preço é o padrão Amsterdam (20 a 35 euros por noite, dependendo da estação e dia – fins de semana de verão atingem o preço máximo). Mas o café da manhã é incluído 😉

Gostou de algum até agora?
Reserve pelo blog, sem pagar nada a mais por isso!
É só usar a caixinha ali do lado direito ->>>
6. Van Gogh: Pra quem gosta de paz e tranquilidade. Perto também da Museumplein, ou seja, perto do Van Gogh, do Rijks e do Stedilijke, os museus! Porém eu achei o precinho salgado, 40 euros por noite, porque não tem nem café da manhã incluído.
Depende de você, mas lá eles garantem: “Around our hostel we like to have fun chilling out in the lobby, playing poker and listening to good music.”
7. St. Christopher: Saint Christopher é uma rede e hostels muito famosa, e faz jus ao nome. O de Amsterdam é muito bem localizado, e todo mundo conhece esse hostel como “Party Spot“, porque está bem localizado e sempre cheio. Eu nunca dormi nesse hostel em Amsterdam (só num outro da mesma rede em Greenwich, Inglaterra), mas o que me disseram é que ele tá sempre cheio, é bem difícil de conseguir reserva, mas quando você consegue compensa muito, porque esse hostel está sempre cheio de estudantes (inclusive estudantes holandeses), e gente louca pra sair festejar a vida ao estilo Amsterdam. Mas custa 30, 40 euros a noite…
8. Hostel Orfeo: Recomendado pelos amigos do ciência sem fronteiras. Tem supermercado perto do Hostel, mas isso não é luxo em Amsterdam. Você pode encontrar um Albert Heijn sempre perto de você. E se encontrar um LIDL então, sorte a sua, vai pagar metade do preço!
Um ponto positivo deles é que tem bicyle rental do hostel. Eu sei que aluguel de bike é comum em Amsterdam, mas nesse caso você tem o luxo de poder ter a bike te esperando de manhã na porta de casa, e não ter que pensar em devolvê-la pra depois andar até o hostel.
9. The Greenhouse Effect: É um hostel muito “cool”, até pelo nome, muito atual. Nunca fiquei lá, mas foi também recomendado também por amigos. Mas é um pouco caro, até pros padrões Amsterdam. Os quartos tem menos pessoas, em média 4 ou 5, mas eles cobram pelo conforto, 50 euros por noite.
10. Houseboats: Essa é pra quem quer ter aquela experiência bem holandesa mesmo. Traduzindo livremente para o português, as “casas-barco” são presença constante na vista quando andamos por Amsterdam. Se você se hospedar num lugar como esse, será um quarto apertado, mas você não vai dividir com ninguém, e vai ter a experiência de viver (pelo menos por uns dias) the dutch way!
Um dos mais populares é o Phil Dutch, que é um pequeno trocadilho com o nome Phil, e o verbo Feel (sentir), querendo dizer “Sinta-se Holandês” = “Feel Dutch”. Todo esse sentimento pode sair por 50 euros a noite. É o mesmo preço de um hostel bom, mas com qualidade de hotel. Recomendo!
Importante: Esses são só alguns dos milhares de hostels que você vai encontrar na cidade mais doida do mundo! E cada hostel é uma história, um novo design, e mais gente doida!
Lembre-se, sempre vale a pena pesquisar muito e fazer reservas com antecedência!

E você, qual sua recomendação de hostel? Qual seu hostel preferido em A’dam? 

Como fazer Reservas
entre direto no site de cada hostel, ou então vai pelo HostelWorld.com , nosso afiliado!

Você ajuda o blog e não paga a mais por isso!

 

eu confio muito no Hostel World porque eles são muito conhecidos mundialmente, e eu já me hospedeis em muitos hostels por indicação deles.
Existem também outros sites como o Hostelbookers!!
Tem também o Booking.com, mas este tem mais hotéis do que hostels, o que não compensa pra viagem de mochilão barateza. Mas se for com seus pais ou algo do gênero, ou se você tiver mais que 35 anos, talvez seja melhor ficar em Hotel, já que muitos Hostels não aceitam pessoas depois desta faixa etária.

Thanks for installing the Bottom of every post plugin by Corey Salzano. Contact me if you need custom WordPress plugins or website design.

Related Posts

14 comentários sobre “10 lugares pra dormir em Amsterdam – 9 Hostels e um Houseboat

  1. Leopoldo Pardi

    muito legal seu depoimento… estou com viagem agendada para janeiro de 2014 e vou com um grande amigo meu….

    o que vc contou sobre o hans brinker me deixou, no minimo, curioso…. rs….. com certeza passarei pelo menos uma noite nesse albergue….

    deixe-me perguntar uma coisa: tenho 30 anos de idade. sera q me sentirei deslocado nestes albergues?
    parabens pelo blog!!!

    leopoldo

  2. Juliana Arthuso

    Oi leopoldo!
    Realmente CADA experiência é uma. Já tive amigos que me contaram sobre um determinado hostel, e quando eu cheguei lá não achei nada demais.
    A vida é mesmo uma caixinha de surpresas, e cada experiência é mesmo única. Isso não é um clichê, é uma verdade hahahaha

    Mas espero que você tenha uma ótima experiência no Hans, assim como a gente teve!

    E não, eu não acho que você vá ficar deslocado. Eu conheci mochileiros de todas as idades, desde 20 até 40, e sempre foi legal conhecer gente, trocar uma ideia, e conhecer lugar legal junto.
    Vai que vai!

    Nós temos uma página no facebook também, conhece?
    https://www.facebook.com/virandogringablog

  3. Milene Farhat

    Olá, gostei muito do post!
    Vou ficar 5 dias em Amsterdam no começo de fevereiro e estou em dúvida entre o Flying Pig Uptown, Flying Pig Downtown e o The Bulldog. Tenho 26 anos e vou sozinha! Quero ver alguns museus mas também quero agito! Será que vc consegue me dar alguma luz sobre qual escolher? (O The Bulldog tem quarto só feminino e por isso conta um ponto a mais hehehe)

    Beijos e agradeço desde já sua atenção!

  4. Juliana Arthuso

    Oi Milene,
    obrigada pelo comentário 🙂

    Então, o Flying Pig Downtown é bem no centro mesmo, super perto da estação de trem, então provavelmente vai ser mais cheio de gente porque o pessoal chega na cidade e já vê o Hostel lá!
    Consequentemente deve ter mais festa, porém eu nunca me hospedei lá, são meus palpites apenas hahaha

    O Flying Pig Uptown é perto do Vondelpark, que é ma-ra-vi-lho-so! E consequentemente perto da Museumplein, o que facilita pra vc ver o Rijksmuseum e o VanGogh, já q vc quer museu, não podem faltar esses dois! haha

    O Bulldog é perto da Dam Square, no centrão tb, e foi o primeiro coffieshop da cidade. É bem movimentado! Se vc não se hospedar lá, vá fazer uma visita mesmo assim 😉

    Mas na boa: qualquer lugar q vc ficar vai dar certo pra ir em museus. O transporte público é excelente, vai de TRAM (aquele bonde que passa na rua e quase te atropela) e pega um mapinha na estação que fica tudo certo, pode ficar tranquila quanto a isso.

    Boa Viagem e aproveita Amsterdam!

  5. Anônimo

    Legal ter encontrado seu blog, Gringa!
    Meu filho está na Noruega e vai passar 9 dias em Amsterdam e não gostei do hostel que lhe indicaram White Tulip Hostel, conhece? Suas informações são de grande valia, vou visitar todos! Se for possível me responder, ficarei muito agradecida! Bjs

  6. Juliana Arthuso

    oi João,
    com certeza é um pouco mais difícil, mas SEMPRE tem alguém no Hostel que vai falar Espanhol, ou italiano…E aí com o nosso português, dá pra se virar!
    Mímicas são também parte da aventura hahahahah

    boa viagem

  7. Juliana Arthuso

    Olá!
    O White Tulip fica no centro, pertinho de tudo. É bem básico, só pra dormir mesmo. Não tem tanto movimento como os Flying Pigs, e nem tanta tranquilidade como os Stay Okays, mas dá pro gasto.
    Passou por uma reforma em março desse ano, então esperamos que agora esteja melhor!
    O que o pessoal mais destaca como ponto positivo desse Hostel é que fica muito perto dos pontos turísticos, o que torna mais seguro porque para voltar pra casa depois de ir no bar, ou em alguma festa, é bem perto de tudo.

    Boa Viagem!

  8. manuela lemos

    Oi Juliana! Gostei muito do seu post! Estou querendo ir mês que vem e tenho achado os hostels sempre caro. Queria algo barato mesmo, só pra dormir e passar o dia fora. Se você conhecer pessoas que alugam quarto em casa ou algo mais barato….e puder trocar essa ideia comigo! Agradeço demais!!!! Você ainda mora em Amsterdam?
    Abraço, Manu.

  9. Norma Teixeira

    Olá, Gringa, não se espante!!! Tenho 72 anos e vou viajar por 40 dias para Europa e vou chegar por Amsterdam.
    As dicas do blog são utilíssima. É muita gentileza sua esta utilidade pública. Nunca fiquei em Hostel, mas quero viver esta experiência. Será que vou ter dificuldade pela idade? Agradeço

  10. Juliana Arthuso

    Isso é muito legal!!! Fico muito feliz que você vai viajar pra tão longe com 72 anos! Espero ter essa energia quando chegar à sua idade.
    Acredito que você tem o perfil do Stay Okay Vondelpark! É um Hostel tranquilo, que não vai ter muita gente doida (bêbada), mas ao mesmo tempo tem o ambiente festivo, com gente no barzinho do térreo, jogando sinuca, curtindo. Acho que é um Hostel muito bacana, e sai direto no Vondelpark que é maravilhoso para um caminhada matinal.
    É importante sempre lembrar que precisamos ter a mente aberta quando vamos em Hostel, certo? Tem gente do mundo todo. Mas só de você querer viver a experiência acredito que não terá problemas!
    É isso, para você recomendo o Stay Okay Vondelpark!

    Visite também o Ducs Amsterdam, é o melhor site sobre esta cidade que eu já vi!!!! Meu ídolo hahahahahah

    Boa Viagem!!

  11. Danilo Ferreira

    Juliana.

    Estou indo eu e meu irmão. Temos 23/25 anos e procuramos um Hostel mais proximo a região mais agitada/badalada da cidade.

    Queremos visitar em um dia os museus e heineken e a praça com o logo ” Im Amsterdam” e nos outros Red Light bem como os Coffes Shops.

    Me recomenda algum? que tenha sua bagunça mas que seja tranquilo deixar suas coisas com cofre e tals.

  12. Juliana Arthuso

    Oi Danilo,
    Se você quer um Hostel badalado pegue o Flying Pig, o Bulldog o, Bobs youth e o st christopher!
    Na verdade lá tudo é perto, dá pra ir à pé, de tram (bonde elétrico) ou de bike (alugada).

    Quanto a cofre, você tem que olhar no site de cada um dos Hostels mesmo, porque isso depende e sempre muda.

    Boa Viagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CURTA!