Virando Gringa

7 dicas do que fazer em Londres – O Básico!

Muita gente vem me perguntar o que fazer em Londres. E muita gente que já foi pra lá, morre de saudades! Tem tanta coisa pra fazer que daria pra morar por uns anos até conhecer tudo.

Mas é claro que o mundo inteiro não pode mudar pra London London, então resolvi escrever um guia básico pra quem vai turistar, ou passar um tempinho na metrópole mais linda das ilhas da Tia Elizabeth!
Como Londres tem infinitas atrações, resolvi dividir em dois posts. Confira aqui as outras atrações desta cidade única. 

Pra começo de conversa: faça todos os passeios usando o London Underground, porque é fácil, eficiente, e já é um ponto turístico por si só. O metrô de Londres foi a primeira linha subterrânea do mundo, feito em 1863. E hoje em dia é a maior rede do mundo. Foi também a primeira linha a ter um trem elétrico.
Fonte: Grist.

Existe sempre uma confusão com relação ao metrô de Budapeste (Hungria). Na verdade, a rede dos húngaros foi a primeira da Europa continental, já que a Grã-Bretanha é uma ilha. A Hungria já foi um país muito próspero, mas isso é assunto pra outro post. Londres continua possuindo a liderança mundial de metrô anyway. O mapa do London Underground pode ser encontrado aqui. Acredite, você vai precisar dele.  E, por mais cansado que você esteja, amigo leitor, não seja essa mulher aí do lado, please.


 
Outra coisa de típico turista: andar de ônibus vermelho de dois andares. Sério, isso é muito londrino, e merece ser experimentado por brasileiros pra ver como é um ônibus de qualidade, com cadeira confortável, etc. -Sim, estou falando bem da Europa pra reclamar do Brasil, fale o que quiser, conviva com isso.
Quando nós visitamos Londres, entramos correndo no ônibus e fomos direto pro segundo andar, pra ter aquela vista panorâmica do caminho. É digno daqueles ônibus “hop on-hop off” de turismo (aqueles que andam com você pela cidade só pra te mostrar os pontos turísticos de longe), só que pagando bem menos!

Passa um ônibus desse a cada 5 minutos na frente do Big Ben
1. Curiosidade: O Big Ben, mudou de nome em 2012, para homenagear os 60 anos da Rainha Elizabeth II, passando a ter o nome da própria Rainha. Não importa como chamamos, o Big Ben é um símbolo mundial. O monumento foi construído em 1858, e vem nos mostrando as horas desde então, à 96 metros de altura.  Se você for pra Londres e não tirar foto no Big Ben, ninguém vai acreditar que você foi. #fato
According to some specialists, the top of the Big Ben is also the place where you get the best reception 🙂 

2. As Casas do Parlamento (ou Palácio de Westminster)

Saindo na estação de metrô Westminster você vai dar de cara com o Big Ben.
Não importa o ângulo que você tire a foto, existe 90% de chance de aparecer um turista chinês no background.

O Parlamento é o local de encontro das duas casas parlamentárias do Reino Unido, a “House of Commons e a “House of Lords. Todos esses nomes me fazem sentir como se estivesse num livro da J.K. Rowling. Talvez seja por isso que eu gostei tanto de lá.
O palácio, incluindo o Big Ben e a Catedral de Westminster, é um dos maiores parlamentos do mundo, o que faz dele um dos edifícios mais famosos e mais visitados.
Eu, Paula e Sofia. Os 3 estágios de um pulo gracioso na frente da catedral
O parlamento também foi visitado inclusive pelo ilustre Banksy! Pra quem não conhece, Banksy é um artista londrino de rua. Hoje em dia ele é mais do que isso. Ele é simplesmente uma das personalidades mais inteligentes dos últimos tempos. Também vale a pena procurar obras dele espalhadas pela cidade! 
Quem quiser conhecer mais de Banksy, visite a página que conta a história dele no Artsy!
by Banksy
Outra grande atração da região do Parlamento acontecem em apenas algumas horas do dia. São as piroquinhas da ponte do Rio Tâmisa. Quem planejou essa ponte, realmente considerou Londres com o seu tradicional clima chuvoso, mas como você pode ver, nem todo dia é assim. The sun is tricky, my friend.  Dependendo do ângulo da sua foto, ela vai ser “adornada” com essas sombrinhas “lindas”.

3. O London Eye, também um elemento muito famoso de Londres. É bem alto do que qualquer roda-gigante que eu fui até hoje, dá um medinho…mas claro que vale a pena subir né! A vista e as fotos que você faz, valem o preço.

Essa parte de Londres é a mais clássica, e tem que ser visitada, tanto porque é bonita, quanto pro pessoal do Brasil poder acreditar que você foi mesmo pra Inglaterra! hahaha

O Rio Thames (ou em português Tâmisa), que atravessa Londres, também é um ponto turístico intrínseco e espalhado pela cidade. Vale a pena conhecer os arredores por onde essa água toda passa.

 
4. Buckingham Palace e a troca da guarda
O Palácio de Buckingham é a residência oficial dos monarcas britânicos. Somado ao fato de ser a residência da Elizabeth II, o Palácio de Buckingham é o local de entretenimento Real, base de todas as visitas oficiais de chefes de estado ao Reino Unido, e uma grande atração turística. Tem sido um ponto de encontro para o povo britânico em momentos de grande alegria e também de crise. 
No entanto, não é admirado por todos, pois foi votado como o quarto prédio mais feio de Londres em Março de 2005.
 
Apesar dos votos, nós achamos bonito. photo: Virando Gringa©
Quanto à famosa Troca da Guarda…a gente ficou um pouquinho decepcionado. Afinal, a gente sempre espera absurdos de tudo que é turístico. Afinal, se as pessoas viajam pra ver aquilo, é sinal que presta. Nem sempre. Quem já foi ver o Manneke Pis de Bruxelas sabe do que eu tô falando.
Pois é, a troca da guarda foi mais ou menos assim: Pessoal andando de farda pra lá e pra cá, uns cavalos, daí mostram a arma, entram nos portões, e repetem isso sei lá quantas vezes. E batem o pé em ritmos legais, crieo que pra esquentar, porque tava até bem friozinho mesmo.
Depende muito de gosto pessoal, né? Eu e meus amigos não achamos tudo aquilo que dizem. Vai que você amou?! Conta pra gente!!
 
5. Parques em volta do Buckingham Palace
Como você pode ver no mapa, tem bastante área verde em volta do Buckingham Palace. Num dia de sol, vale a pena visitar! Foi num desses parques que fizemos a foto mais fofinha da história:

Favorecidas pela beleza do outono 🙂
6. Abbey Road
Pra chegar lá, você precisa sair um pouco do centro através do metrô, e descer na estação St. John’s Wood. 
Na porta do metrô já vai ter uma lojinha dos Beatles, e aí é fácil achar a Zebra Crossing (faixa de pedestres) que ficou famosa por causa dos Beatles. 
Mesmo que você não seja fã, ou não conheça os Beatles, aposto que conhece a foto ao lado!
Pois é, o cruzamento está sempre cheio de gente tentando reproduzir a foto, ou simplesmente querendo atravessar onde os Beatles atravessaram. Dá até dó dos motoristas londrinos.

Além disso, na mesma rua tem o Estúdio onde os Beatles gravavam, e a segunda razão pela qual a rua ficou tão famosa. É muito legal visitar, pelo menos pra quem admira a banda e história do rock mundial.

Nós gatíssimas, e muito caras de pau, fomos as primeiras a passar pelo portão, atravessar o estacionamento e tirar foto na porta do estúdio mesmo. Levamos algumas olhadas, mas ninguém falou que “não pode”. Só faltou o Paul sair de lá pra visita ficar completa. We keep on dreaming.

7. “Tower Bridge” – A ponte de londres 
...está caindo, está caindo…

Ao contrário do que o vilão do Pernalonga disse por toda a nossa infância, a Ponte de Londres não está caindo, continua firme, forte, e super visitada. Vale a pena dar uma andada por lá à noite, pois as torres ficam muito bonitas quando iluminadas.
Não confunda a Tower Bridge, com a London Tower. São dois monumentos diferentes, apesar de ficarem um do lado do outro. Olhando da ponte você pode ver a Torre de Londres, que foi castelo de várias gerações de reis ingleses. Além de uma ampla vista da parte moderna da cidade.

Dica: Se você for de London Underground, a estação é a Tower Hill.   

Bônus
Beatles tour – “The (Not Too) Long and Winding Road”
Uma caminhada pra conhecer melhor a história dos Beatles é uma atração pra quem tem mais tempo em Londres. Eu não consegui fazer esse tour, mas foi muito recomendado por amigos do blog.
Confira. 

Não deixe de comer e beber

Fish and Chips: comida clássica de Londres. Pode não ser a coisa mais saudável do mundo, mas vai encher sua alma com aquele sabor maravilhoso de batatas fritas cortadas rusticamente, e aquele pedação de peixe frito com óleo de 3 dias atrás. É o caviar da comida de rua. Não saia de Londres sem experimentar. 

Cerveja Londrina: Camden Town Hells Lager 4.8%
Começou num porão, mas agora está cervejaria já se tornou uma sofisticada abaixo dos arcos da linha de trem em Kentish Town West. Agora, apesar de estarem em novo local e cheios de pampa, ainda podemos degustar das melhores cervejas de Londres, e que lembram muito as alemãs, inclusive eles tem cerveja de trigo. Eles tem também vários outros tipos de cerveja, com sabro levemente cítrico, entre outras. Vale super a pena visitar. A cerveja é distribuída também num dos melhores pubs de Londres, o Southampton Arms. Se quiser juntar a experiência do pub com a cerveja local, é lá que você tem que ir. 

Onde?

PUB: 139 Highgate Road, Kentish Town,  London,  NW5 1LE.
Cervejaria: 55-59 Wilkin Street Mews. London, NW5 3NN
Mais cervejas londrinas no segundo post sobre Londres, ou no post especial pra elas.

Onde dormir – Hostels
Quem lê sabe que aqui no blog a gente não recomenda hotéis, porque geralmente eles são mais caros, e nossa viagem é pra quem quer economizar e se divertir ao mesmo tempo! Student style! hehe

O Hostel Palmers Lodge Hillspring foi muito bem recomendado. Eu estou sempre perguntando pra outros viajantes sobre as suas experiências, e este Hostel foi bem recomendado por 100% das pessoas!
Nota 10. 

Eu fiquei no Camden Town Hostel, e apesar de algumas esquisitices, achei bom. Tinha gente que estava morando no Hostel há muito tempo, o que não é a atitude normal que se espera de um Hotel ou Hostel. Mas fora isso, o preço era bom, era perto da parte turística de Camden, e o café da manhã era aceitável.
Nota 7.
Cilada: não vá no Accomodation Hostel. Todos os meus amigos que ficaram lá criticaram muito, inclusive um deles teve algumas roupas roubadas. 
Nota 0.

Para fazer sua própria escolha de acomodação: hostelworld.com

Enfim, essa é a lista de pontos turísticos que todo mundo vê. Mas nada substitui você circular pela cidade e curtir seu próprio rolê, SUA viagem!
Londres é inspirador. Londres é Londres. 
“When a man is tired of London, he is tired of life.” (Samuel Johnson, 1777)._______

Precisa de hospedagem barata em qualquer lugar do mundo?
Reserve por Aqui e ajude o blog sem pagar nada a mais por isso!
E que tal visitar museus pela Europa sem fila?
Reserve com o TicketBar Aqui e ajude o blog sem pagar nada a mais por isso!


Quer saber tudo e mais um pouco sobre veneza?
Compre o e-book! Aqui e ajude o blog sem pagar nada a mais por isso!


Related Posts

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *