Virando Gringa

Holanda inaugura a primeira ciclovia solar do mundo que gera energia para a cidade

 

“O caminho do futuro e o caminho para o futuro”: É assim que é apresentada a ciclovia solar que foi inaugurada recentemente na cidade de Krommenie, a noroeste de Amsterdã –a primeira ciclovia solar do mundo”.  — O ArchDaily escreveu uma matéria maravilhosa sobre mais uma inovação da Holandinha querida <3 . Vejam só:

“O que a faz com que esta ciclovia seja tão especial e única vai muito além de sua inovação tecnológica: ela beneficia as populações e sistemas públicos municipais de seu entorno”. 

“O primeiro trajeto desta ciclovia, construída com painéis de concreto com células fotovoltaicas cobertas com vidro temperado, tem 70 metros de extensão. Ao receberam a incidência da luz solar, os painéis iniciam a geração de energia que é direcionada aos mais variados usos no entorno.”

Cortesia de SolaRoad en Twitter (@SolaRoadNL)

Cortesia de SolaRoad en Twitter (@SolaRoadNL)

“A ciclovia, chamada de SolaRoad, foi apresentada mês passado como a primeira ciclovia solar do mundo; há outras iniciativas anteriores que seguem a mesma ideia, mas se diferenciam pelos materiais utilizados.”

“Uma delas e a Starpath, em Cambridge. Implantada em meio ao parque Christ’s Pieces, seu principal atributo se deve ao fato de ser feita com uma pintura que armazena os raios ultravioletas durante o dia para emiti-los à noite. Outra versão é a SolarRoadways, uma proposta pensada para cidades que sofrem com as nevascas. Neste caso a ciclovia transforma a energia solar em calor para derreter a neve e liberar o caminho para os ciclistas. “

Cortesia de SolaRoad en Twitter (@SolaRoadNL)

Cortesia de SolaRoad en Twitter (@SolaRoadNL)

“Conforme mencionado em um artigo do CityLab, esta nova ciclovia holandesa possui dois inconvenientes. O primeiro é seu alto custo de implementação, já que, quando estiver pronta em 2016 com seus 100 metros de comprimento, ela terá gasto US$3,7 milhões. O segundo é a orientação das células fotovoltaicas, que, por não poderem se voltar para melhor receber os raios solares, apresentam baixa eficiência. “

“Todavia, o fato da primeira etapa desta ciclovia, com apenas 70 metros, gerar energia para três casas, o sistema públicos de iluminação, o monitoramento de tráfego e os carros elétricos, supera, de longe, qualquer desvantagem. “

É uma tremenda INOVAÇÃO. Que gerou dados confiáveis e aplicados sobre uma tecnologia nova: ciclovias geradoras de energia. Vale a pena, vale o preço, vale mesmo!

“Um dos integrantes do consórcio que participou na construção, Dr. Sten, disse à BBC que, eventualmente, as estradas solares poderiam ser utilizadas para recarregar os veículos elétricos que as utilizam. No entanto, em sua opinião, estes carros não são um substituto já que a eletricidade deles não é produzida de maneira sustentável”.

Cortesia de SolaRoad en Twitter (@SolaRoadNL)

Cortesia de SolaRoad en Twitter (@SolaRoadNL)

Via Plataforma Urbana. Tradução Arthur Stofella, ArchDaily Brasil. Cita: Constanza Martínez Gaete. “Holanda inaugura a primeira ciclovia solar do mundo que gera energia para a cidade” 10 Dez 2014. ArchDaily Brasil.

Thanks for installing the Bottom of every post plugin by Corey Salzano. Contact me if you need custom WordPress plugins or website design.

Related Posts

23 comentários sobre “Holanda inaugura a primeira ciclovia solar do mundo que gera energia para a cidade

  1. nelio

    Só lá como aqui. Lá os políticos planejam como gerar energia até do nada. Aqui eles tiram toda energia e transformam em lucro próprio. Só sabem roubar.

        1. Juliana Arthuso Autor da Postagem

          É verdade. Só não podemos desistir. Plantamos a semente hoje, pra vermos o futuro depois. Mas é melhor do que não plantar nada, não é?
          Muito obrigada por visitar o blog,
          Um abraço

    1. Juliana Arthuso Autor da Postagem

      O Brasil é um país novo ainda, não podemos nos comparar à Europa. Podemos copiá-la e fazer o melhor possível. Mas todo país tem defeitos…Então não se iluda, a Europa não é essa perfeição toda que pensamos. Morei lá por muito tempo, e sei do que tô falando hehehe
      Esperamos que o Brasil melhore com a idade! Quanto às ciclovias, estamos fazendo em muitas capitais experiências ótimas de ciclovia. Não só em SP, mas em outros estados também. A POPULAÇÃO precisa exigir SEMPRE MAIS. Cobrar os políticos e principalmente LEMBRAR em quem votamos!
      Juntos venceremos 🙂
      Abraço

      1. Luiz

        Infelizmente há pessoas que acham que tudo lá fora é melhor. Ledo engano, pois a Europa, de modo geral não é tudo isso.
        Já prestaram atenção na limpeza das ruas de Coimbra,nas estações de metrô de Lisboa e Barcelona?
        No tocante à limpeza nas estações de metrô eles deveriam aprender conosco!!!!

        E com respeito as ciclovias, mais vias devem ser implantadas nas cidades, pois mais do que nunca soluções precisam ser encontradas, no tocante a mobilidade urbana!

        Respeito à pessoa também não faria mal algum!!!!!

      2. Ricardo Silva

        Também acho Juliana, mas acho mesmo é que cada um de nós devemos nos policiar, mudar de atitude, gostamos de cobrar dos outros quando nem a gente faz o correto, falo por mim também. Abçs

  2. Alexandre Araujo

    Projeto maravilhoso, mas o mque espero aqui e só mais respeito mútuo entre pedestres, ciclistas e motoristas. Uma Campanha nesse sentido já seria ótimo.

  3. mario misawa

    A Ciclovia no Brasil esbarra na cultura do povo brasileiro com a bicicleta, o seu uso é muito restrito, e enquanto políticos pensam em colocá-los em complicados centros que daria mais foco político a periferia, onde este meio de transporte é maior, carece de um planejamento e de obras.

    1. Juliana Arthuso Autor da Postagem

      Ai que vc se engana, querido leitor Mario!
      Se vc estiver interessado, tenho aqui alguns links que trazem informações sobre como as ciclovias são usadas por pessoas de classe A, B e C. Além disso não ocupam lugar dos carros, mas substituem os mesmos para muita gente, não só gente pobre. Entre outros mitos que são quebrados. São Paulo só vai ser consertada se desistir dos carros e partir pra algo coletivo misturado com bike. O número de carros na cidade de São Paulo já está acima do recomendado em qualquer capital do primeiro mundo. Nada mais sábio do que recorrer à ciclovia, o governo municipal mandou BEM demais.
      O problema é que o metrô e o ônibus não evoluem junto!

      País de primeiro mundo é aquele em que o rico usa transporte público, não aquele que o pobre usa carro 😉 Falo isso por experiência própria.
      Sobre a “cultura da bicicleta”…Num dos países onde mais se usa bicicleta no mundo, a HOLANDA, AS CICLOVIAS VIERAM ANTES DO HÁBITO DE PEDALAR. O GOVERNO HOLANDÊS DECIDIU INVESTIR NISSO DEPOIS QUE VIU QUE CARRO COMO PRINCIPAL MEIO DE TRANSPORTE NÃO IA DAR EM NADA.
      A tal “cultura da bicicleta” veio a partir da disponibilidade de infraestrutura. Venho pesquisando muito sobre isso, não estou falando ao vento.

      Seguem os links:

      Mitos sobre as ciclovias de SP: http://viatrolebus.com.br/2014/10/10-mitos-sobre-as-novas-ciclovias-de-sao-paulo/

      História das ciclovias na Holanda: http://www.theguardian.com/cities/2015/may/05/amsterdam-bicycle-capital-world-transport-cycling-kindermoord

      Dados estatísticos sobre as ciclovias: http://zh.clicrbs.com.br/rs/porto-alegre/noticia/2014/08/mitos-e-verdades-sobre-as-bicicletas-no-transito-4568007.html

      Muito Obrigada por visitar o blog!
      Um abraço

  4. Pingback: Os melhores comentários naquela foto do Serra contra ciclovia, e porque temos que acabar com a síndrome de vira-lata | Virando Gringa

  5. Yago Amorin

    Ótimo post ! Ando de bicicleta em Brasília e apesar de ser mais tranquilo o respeito, sofro muito com as próprias pistas… Outra coisa que atrapalha é que não há incentivo algum do governo para as pessoas usarem as bicicletas, sendo que um simples 1 ou 2 reais a menos em uma passagem de metrô, ou até mesmo um menor imposto em equipamentos e bicicletas ja ajudaria nessa questão.

  6. silvaeditor

    Quando eu vejo o intresse das pessoas na geraçao de energia limpa e sustentavel eu me empolgo porque sera a energia do futuro. Eu possuo a patente de um “Motor de Energia Cinetica das Ondas do Mar” e uma Plaforma Flutuante que lhe da suporte em pleno mar, a qual, sera o inicio da. Cidade Flutuante do futuro.Entretanto, ate agora, no Brasil nao encontrei apoio.

    1. Juliana Arthuso Autor da Postagem

      Que legal!
      Nossa, é muito interessante ver gente que inova assim mesmo no Brasil, que não valoriza a inovação né?
      Eu já vi algo sobre força tirada das ondas do mar na Suécia, vc foi atrás de universidades de lá? Se vc falar inglês já dá pra se candidatar a mestrados ou doutorados por lá, com bolsa, pra testar sua invenção e aplicá-la, fazer um projeto piloto, etc. Vale a pena!
      Veja no studyinsweden.com
      Obrigada pelo comentário,
      Abraço

  7. Pingback: Holanda inaugura a primeira ciclovia solar do mundo que gera energia para a cidade | Blog Controvérsia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CURTA!