Virando Gringa

Mulheres que viajam sozinhas são mais autoconfiantes

Se você viaja sozinha já deve ter ouvido outras pessoas dizendo: “Mas você não tem medo?”, “Que louca!”, ou: “Mas por que você vai sozinha?”. E se você nunca viajou só, provavelmente você é a pessoa fazendo todas essas perguntas à amiga que já viajou.
Eu já viajei sozinha pela Europa, já viajei acompanhada, e devo dizer que gosto dos dois. Sempre que digo: morei fora. A primeira pergunta que vem é: mas SOZINHA?
Vamos tentar entender! A amiga que viaja, vai sozinha simplesmente porque ela quer viajar, e essa vontade é maior do que depender de qualquer companhia. E ela também não tem medo. Tudo bem a gente tem um pouquinho de medo no começo quem sabe? A melhor parte é que, SE DER MEDO, VAI COM MEDO MESMO!
É uma situação mais comum do que as pessoas imaginam.
Uma pesquisa feita pelo site Booking.com, com mulheres entre 25 e 45 anos do Reino Unido, Canadá, Austrália, EUA e Alemanha mostrou que o número de mulheres que viajam sozinhas aumentou em 50% nos últimos cinco anos. E 65% das mulheres que viajam assim, se sentem mais corajosas do que com medo, aumentando sua autoestima e autoconfiança.
Mas de onde vem essa coragem toda?
O fator apontado pela pesquisa são as redes sociais. Além de permitirem que essas mulheres descubram novos lugares, 66% contaram que durante a viagem, as redes sociais permitem que elas possam se manter conectadas com a família e amigos, dando uma sensação de maior segurança.
Mas existem outros fatores interessantes que influenciam na coragem dessas mulheres. Permita-me apontar alguns deles:
A mulher que viaja sozinha sabe tomar conta de si mesma.
Essa mulher viaja preparada. A consciência de sua vulnerabilidade indiretamente lhe traz mais segurança. Isso quer dizer que justamente por reconhecer os riscos que corre, a mulher tende a se proteger ainda mais. O medo não a impede de ir, mas é importante para que se mantenha protegida.
Eu costumo ter, no mínimo, os mesmos cuidados que tenho na minha própria cidade, São Paulo. Se não há nenhuma mulher andando sozinha à noite naquele local, provavelmente é porque eu não devo ir também. Na verdade, gostamos de dizer que: não há nada que Brasileiros não tenham visto! As regras de segurança para Europeus são bem diferentes das nossas. Pode ver que nos pontos turísticos aqui do Brasil os gringos andam com as câmeras penduradas no pescoço,  já os brasileiros guardam escondidinha…
A mulher que viaja sozinha opta por fazer a melhor viagem da vida dela.
Tente pensar nisso na próxima viagem. Antes de se sentir sozinha, reclamar ou sentir saudades, lembre-se por que você foi até lá. É a partir daí que a mágica acontece: você passa a se conectar melhor com as pessoas, escolhe os momentos em que prefere ficar sozinha, ativa seu instinto de proteção e segurança e finalmente se entrega à viagem.
A mulher que viaja sozinha não se sente sozinha. E mesmo que se sinta, isso não tira sua autoconfiança.
Vamos dizer que a viagem seja ruim. Isso não faz de você menos corajosa e autoconfiante. Porque a mulher que viaja sozinha sabe que imprevistos e decepções podem acontecer em qualquer viagem e que isso não está ligado ao fato de não estar acompanhada.
Além disso, ela sabe lidar muito bem com a saudade. Eu, por exemplo, tenho uma família bacana, um namorado apaixonado e apaixonante (que, aliás, conheci durante uma viagem sozinha) e muitos amigos queridos.
É natural que eu viaje sozinha para tantos lugares incríveis e lembre de todos eles. Mas isso não faz necessariamente com que eu queira todo mundo ali comigo. Mesmo porque sabemos que a realidade pode ser dura – conheço casais que passam a viagem inteira brigando; eu mesma já passei dois dias sem falar com um amigo neste mesmo castelo da foto acima (Neuschwanstein). No entanto, não quero dizer que viajar acompanhado seja ruim; eu também adoro. Mas precisamos parar de achar que a pessoa que viaja sozinha gostaria de estar acompanhada. Na maioria das vezes não funciona assim.
De solitárias essas mulheres não têm nada. Muito menos despreparadas. Elas só querem se divertir e sabem como fazer isso. E o melhor, elas sempre têm certeza de que a próxima viagem sozinha será a melhor da vida delas. Isso é o que eu chamo de autoconfiança.
(Autoras: eu e  Amanda)

Thanks for installing the Bottom of every post plugin by Corey Salzano. Contact me if you need custom WordPress plugins or website design.

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CURTA!