Virando Gringa

Sustain-T – Intercâmbio Erasmus na área de Meio Ambiente

Erasmus é um programa de intercâmbio financiado pela Comissão Europeia. SustainT é para estudantes da área de Meio Ambiente e Tecnologias Sustentáveis.

SUSTAIN-T-Technologies for Sustainable Development é uma Parceria do ERASMUS MUNDUS (EMA2 strand1) sustentada pela Comissão Europeia, coordenada pelo Politecnico di Milano e co-coordenada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

O projeto tem como objetivo aprimorar a capacidade internacional de Instituições Latino Americanas e Europeias para avançar no ramo de Tecnologias Inovadoras para Preservação do Meio Ambiente.

O projeto fornece bolsas do tipo full-scholarship (tudo pago) para estudantes de Graduação, Mestrado, Doutorado, Pós-Doutorado e também para funcionários que trabalham com pesquisa e querem se aprimorar (professores e técnicos de laboratório), principalmente nas áreas de Engenharia, Arquitetura e Planejamento Urbano.

sustain-t

Os projetos incluem desde construções verdes, até arquitetura sustentável em escala regional, e muitos outros assuntos, como tecnologias para reciclagem, ideias inovadoras para planejamento de cidades verdes, ideias inovadoras para transporte mais ecológico, inciativas de incentivo ao transporte coletivo ou ao uso de bicicleta, entre outros.

Valor das Bolsas e Períodos de Mobilidade

Graduação:
Intercâmbio de Mobilidade acadêmica: 6 or 10 meses
Auxílio: € 1000 por mês (dá e sobra)

Mestrado:
Intercâmbio de Mobilidade acadêmica: a partir de 6 meses
Auxílio: € 1000 por mês

PhD:
Intercâmbio de Mobilidade acadêmica: 11 meses
Auxílio: € 1500 por mês

Pós-Doc:
Intercâmbio de Mobilidade acadêmica: 10 meses
Auxílio: € 1800 por mês
Staff – Administrativo ou Acadêmico (professores)
Mobilidade acadêmica: 1 mês
Auxílio: € 2500 (único)
A bolsa também paga: custos de viagem, taxas da universidade (“mensalidade”, ou taxa semestral, ou taxa anual), seguro saúde, além do auxílio mensal.

Pré-Requisitos

Pessoas nascidas na América Latina, mais especificamente os países dentro do lote geográfico selecionado pela Comissão: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, México, Panamá, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela, sendo que a pessoa precisa:

– estar registrado/trabalhar em uma das Instituições Latino americanas membros da parceria (listadas abaixo), OU
– ter obtido um diploma ou documento equivalente de uma instituição de um destes países (válido para quem vai tentar Mestrado, Doutorado e Pós-Doc), OU
– estar registrado/trabalhar em uma das Instituições Latino americanas, mesmo que não esteja inclusa na lista de parceiras (válido tanto para estudantes com candidaturas independentes, como para funcionários que também querem tentar), OU
ter obtido um diploma ou documento equivalente em alguma instituição de ensino superior nacional ou internacionalmente reconhecida, em qualquer um dos países da lista acima (esse então vale para quem quer se candidatar sozinho, mesmo que sua universidade não esteja na lista abaixo!)

Também vão ser oferecidas bolsas para alunos em situação especial, como vulneráveis por razões sociais ou políticas. Este é válido para países em conflito, ou estudantes que se destacam mesmo sem condições mínimas para seus estudos por extrema pobreza ou falta de condições financeiras de forma geral. Contanto que tudo seja provado com documentação. Mais informações sobre documentação para pessoas em estado vulnerável você encontra no site do Sustain-T (fim do post).

Documentos

    1. Certificado de Idioma de acordo com a universidade de destino (francês, espanhol, inglês? Depende da onde você vai).
    2. Learning Agreement/Work Plan Proposal – Plano de Trabalho ou de Estudo (matérias que pretende fazer, ou pelo menos área geral que vai estudar, projeto de pesquisa que vai executar, etc)
    3. Recommendation Letter – Carta de Recomendação de empregador, professor, ou alguém relevante
    4. CV/Working Experience – Currículo atualizado e relevante
    5. Motivation letter – Carta de Motivação. Leia meu texto sobre isso.

Critérios relevantes para ser escolhido

Sua candidatura só será aceita para avaliação se seguir os seguintes critérios?

    1. Suas características batem com os critérios do Programa Erasmus Mundus Action 2. Leia aqui.
    2. O formulário de candidatura (application form) está preenchido 100% sem falhas
    3. Todos os documentos exigidos estão enviados sem falhas (não tem segunda chance)
    4. O Certificado de Idioma é condizente com a universidade destino
    1. Seu currículo acadêmico é bom e você tem méritos

Vagas

tabela-mestrado-erasmus

Se Prepare

Leia meu post sobre como preparar sua Carta de Motivação!

Clique aqui

Como fazer sua Carta de Motivação para Bolsa de Estudos

 

Universidade Parceiras na Europa

Onde brasileiros podem estudar na Europa por esse programa:
1. Czech Technical University, Praga, República Tcheca

study-prague2. Ecole Centrale de Lille, França
3. Ecole Centrale de Nantes, França
4. CentraleSupélec, França
5. Politecnico di Milano, Itália

sostieni_politecnico_016. Universidade do Porto, Portugal
7. Universidad Politecnica de Madrid, Espanha

Universidades Parceiras na América Latina

Essas são as Universidade de origem para nós, e as Universidades de destino para os Europeus virem estudar na América Latina.

Universidad Nacional de Salta, Argentina
Universidad Loyola de Bolivia, Bolivia
Universidade Federal da Bahia, Brasil
Universidade Federal de Pernambuco, Brasil
Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil
Fundacion Universidad del Norte, Colômbia
Pontificia Universidad Javeriana, Colômbia
Universidad del Magdalena, Colômbia
Universidad Nacional de Colombia, Colômbia
Universidad Politécnica Salesiana, Equador
Universidad Tecnologica de Panama, Panamá
Universidad Nacional de Itapúa, Paraguai
Pontificia Universidad Católica del Perú, Peru

Mas lembre-se: você ainda pode se inscrever mesmo não sendo das Universidades de origem da América Latina. É só que estas Universidades tem um certo número de vagas reservadas.

Para mais detalhes e regras específicas visite: www.sustaint.eu

Precisa de hospedagem barata em qualquer lugar do mundo?
Reserve por Aqui e ajude o blog sem pagar nada a mais por isso!
E que tal visitar museus pela Europa sem fila?
Reserve com o TicketBar Aqui e ajude o blog sem pagar nada a mais por isso!


Quer saber tudo e mais um pouco sobre veneza?
Compre o e-book! Aqui e ajude o blog sem pagar nada a mais por isso!


Related Posts

Leave a Reply

16 comentários sobre “Sustain-T – Intercâmbio Erasmus na área de Meio Ambiente

  1. Sâmilla

    Ola, estou com algumas em relação a documentação e se de fato posso ser comtemplada. Sou aluna de graduação de uma instituição que não é parceira.. posso me candidatar? Pois estava lendo e vi que seria do grupo alvo 2, mas não vi para alunos de graduação, apenas mestrado e doutorado. Outra pergunta é quanto ao “Learning Agreement”, que não sei onde por certo começar, e onde consigo mais informações sobre. Desde já obrigadaa (:

    1. admin Autor da Postagem

      Olá!
      Pelo que estou vendo para graduação e TG2 não está tendo ;/
      Quando sair outro edital de meio ambiente, certamente será postado!
      Você pode tentar e ver se se encaixa de alguma forma no TG3.
      Obrigada pela visita

      1. MG

        Queria informações sobre como preencher o “Learning Agreement”, também não sei onde por certo começar, e onde consigo mais informações sobre.

        1. admin Autor da Postagem

          Oi Marcela,
          Veja se tem modelo no site do SUSTAIN.
          Learning agreement é um documento que mostra o que você vai cursar no exterior, geralmente feito sob orientação dos profs do brasil e do exterior. Então, dependendo da sua candidatura, pra qual universidade vc tá tentando, você precisaria ver as disciplinas/cursos que tem lá e o que você quer cursar, e colocar isso numa lista, ou uma tabela, para que fique claro pra eles os seus objetivos acadêmicos (quais aulas vc quer fazer), pra mostrar que você sabe o que está fazendo, e que tem bons motivos para conseguir a bolsa!
          Quando eu fiz intercâmbio pra holanda, meu learning agreement era temporário, e eu fiz ele só quando cheguei, em conversas com professores de lá. Investigue o site do SUSTAIN para ver se não pode ser o seu caso.
          Abraço!

          1. MG

            Juliana, tenho outra dúvida quanto ao CV, é preciso anexar os certificados ou declarações ou posso enviar só o arquivo resumido.

          2. admin Autor da Postagem

            Olá,
            Mais uma vez repito a minha resposta. Tens que olhar no site responsável pela bolsa.
            No meu caso, não precisei enviar certificados, apenas o currículo e cartas de recomendação. Porém, se a universidade que você está se candidatando estiver pedindo certificados, isso vai estar escrito no edital. Cada caso é um caso.
            Abraço

          3. admin Autor da Postagem

            Olá, vc precisa ver isso no site do programa, ou no site da UPorto.
            Para se candidatar todo mundo precisa ler atentamente as regras da bolsa no site respectivo. Aqui nós só anunciamos as bolsas 🙂
            Obrigada pelo comentário

  2. Tiemi

    Sou professora de uma universidade que não está na lista de parceiras do SUSTAIN-T. Posso me candidatar a uma bolsa STAFF?

    Pelo que vi apenas tem este tipo de mobilidade no TG1, que são destinadas a universidades parceiras. Isto significa que para STAFF apenas podem se candidatar quem for de uma dessas universidades parceiras?

    Grata

    1. admin Autor da Postagem

      Olá prof. Tiemi,
      Pelo que vi no edital, Staff é só para TG1 mesmo, infelizmente.
      Compensa dar uma maior investigada no site do SUSTAIN.
      Obrigada pela visita

  3. Vera Ruffato

    Oi Juliana,
    estou aplicando para a bolsa de pós doc que está aberta. Estou com dúvidas do que deve conter no meu plano de trabalho. Eles não pedem uma proposta de projeto completa, correto? Só o Plano. Tem algumas dicas de items chaves que deve constar?

    Obrigada!

    1. admin Autor da Postagem

      Oi Vera,
      O plano de trabalho é similar ao learning agreement.
      Pelo que eu sei é um documento que dá as linhas gerais de sua pesquisa no Brasil, e fala o que exatamente você quer fazer na host university. Por exemplo, eu pesquiso arborização urbana. Faço uma pequena introdução uma folha) do que é arborização urbana no meu contexto, e no contexto da minha pesquisa. E depois faço uma descrição objetiva do que vou pesquisar, por exemplo, conforto térmico. É pra vc dar informação sobre o que você quer alcançar no período de intercâmbio, e deve ser assinado pelo orientador no Brasil, pelo que eu sei.

      Ajudou?

  4. MARIA VITÓRIA

    Oi Juliana boa tarde,
    Estou com algumas dúvidas para preencher LEARNING AGREEMENT.

    HOST INSTITUTION
    -Full Name of student advisor
    -Department of student advisor
    -Field of study
    -Level of study
    -Position of student advisor

    2. Home Institution: details of the proposed study programme abroad (ESSAS SERIAM AS DISCIPLINAS QUE JÁ CURSEI NA MINHA INSTITUIÇÃO DE ENSINO?)

    Details of the programme studies : courses selected by the student and validated by the home institution which will be followed at the host institution

    3. Host Institution: Changes to original proposed study programme (AQUI SERIAM AS DISCIPLINAS QUE QUERO CURSAR NA UNIVERSIDADE ESCOLHIDA?)
    (Only if applicable)

    Details of the programme studies : list of followed courses; precise which one(s) have been added/ deleted to the initial proposed study plan.

    1. admin Autor da Postagem

      Oi Maria Vitória,
      Primeiramente obrigada pela sua visita! 😀
      Por acaso, você experimentou colocar essas dúvidas no google tradutor? Sem querer ser chata, mas são termos que é fácil de traduzir e entender o que significa.
      Vou traduzir alguns pra você, veja só o que o google tradutor me dá:
      1 – Host institution – “instituição anfitriã” – é a instituição que vai te abrigar, ou seja, no exterior.
      2 – full name – nome completo
      3 – field of study – campo de estudo, qual seu assunto de estudo, o que você pesquisa?
      4 – student advisor – orientador ou professor responsável
      5 – level – nível (bacharelado, mestrado?)

      e por aí vai…
      Se você colocar todos os termos no google tradutor, e mesmo assim ele não estiver traduzindo direito, manda pra cá que eu te respondo, ok?

      Aproveite pra ver meu post sobre Learning Agreement, tira mais algumas dúvidas, se chama “O que é um Learning Agreement e como fazê-lo?”
      http://virandogringa.com.br/learning-agreement-intercambio-bolsas-como-escrever-o-que-colocar/

      abração!

  5. Simone Fernandes

    Boa noite, estou com dúvida em relação a proposta de mobilidade. O que devo colocar? Coloco minhas intenções e objetivos? Preciso colocar as disciplinas e ementas?
    Me ajude, o prazo é até terça-feira.
    Obrigada

    1. admin Autor da Postagem

      Oi Simone!
      Esse prazo tá apertado, hein?
      Pelo que eu li no site do Erasmus, o Mobility proposal consiste em um documento que explica a relação entre o que você estuda na Home University e o que você vai estudar na Host University.
      Olha só esse trecho do site do Erasmus:
      “What do I have to write in the Mobility Proposal?
      The Mobility proposal should address the relation between what the applicant is studying at his/her Home University and what he/she is going to study at the Host University. The student may also include a list of the courses selected, and the objective of the research study if he/she is going to write a thesis for a master degree, start a doctorate or a post-doctorate degree. Besides, this document will be used as a way to learn about the student’s expectations and prospects regarding the mobility.

      Important: it is a mandatory document for any type of mobility (full degrees and short-time mobilities) and it is written in the online application so it has to be in English.

      Do I have to write a Mobility Proposal for each one of the Universities I am applying to?
      It is recommendable to address the Mobility proposal to the first University the student is applying to as the institutions selected as 2nd and 3rd options may decide not to evaluate applications.Besides, it is also advisable to write a short paragraph addressing that the student is also applying for other programs at other Universities.”

      Procure “mobility proposal example” no google, eu encontrei vários modelos. Pelo menos dá pra ter ideia da estrutura.

      abraço e boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *