Brasileiros proibidos de entrar na Europa devido ao descontrole da pandemia de coronavírus

Os 27 países da União Europeia voltaram a abrir as suas fronteiras dentro do continente em junho de 2020, mas brasileiros estão proibidos de entrar na Europa porque a pandemia de coronavírus está descontrolada. Nosso país tem o segundo maior número de casos no mundo, e está chegando também no segundo lugar em número de óbitos, atrás apenas dos Estados Unidos.

É importante lembrar que diversos países também sofreram com a pandemia, como a Itália. E adotaram medidas como a quarentena rígida (lockdown). A quarentena serve para diminuir o número de pessoas infectadas ao mesmo tempo e, assim, não sobrecarregar os hospitais. Mesmo pessoas fora do grupo de risco podem transmitir o vírus para quem corre perigo de morte, por isso é importante ficar em casa, se puder. Desde o início da pandemia, os nossos governantes – que deveriam liderar a população e informar sobre a quarentena – trataram a pandemia com desdém. Não é preciso escrever aqui, basta acessar essa reportagem para ver os absurdos que foram falados no começo da pandemia no Brasil, ou mesmo depois que já tínhamos milhares de mortes.

Pela falta de liderança e cuidado com a pandemia, resultando em mais de 1 milhão de casos e 50 mil mortes, a União Europeia decidiu barrar turistas brasileiros a partir do dia primeiro de julho de 2020. Foi uma atitude drástica, afinal perderão dinheiro com o número reduzido de turistas, principalmente considerando que os meses de junho e julho fazem parte do verão europeu – o período mais procurado para férias por lá. Atualmente, existem muito mais países na lista de barrados do que na lista de permitidos.

Por que a Europa proibiu entrada de brasileiros?

O critério principal que foi divulgado para a decisão de barrar um país é o seguinte: a certeza de que o governo controla ou não o surto. Como podemos ter essa certeza? Com números e dados estatísticos. No caso do Brasil, o governo recentemente tirou do ar o site onde divulgava os dados de coronavírus e, quando o site voltou, estava com dados alterados.

Outro critério é se a taxa de transmissão ainda mostra aceleração. No caso do Brasil estamos em plena ascensão de acordo com os dados coletados. E considerando que não temos teste pra todo mundo no SUS porque o governo decidiu não comprar e deixar na mão da iniciativa privada, com certeza temos ainda mais casos do que dizem os dados do poder público.

Voltando ao problema: Europa barra turistas brasileiros, uma lista será elaborada pelos governos de cada país. O governo da Bélgica sugeriu três critérios básicos.

  • O número de novas infecções e número de casos por 100.000 habitantes
  • A tendência na taxa de novas infecções
  • A resposta do país à COVID-19, levando em conta a disponibilidade informações sobre aspectos como testes, vigilância, rastreamento de contatos, contenção, tratamento e relatórios.

O Brasil não atende nenhum desses critérios. Por isso a entrada de brasileiros na Europa está barrada devido ao coronavírus, mas não somos os únicos. Estados Unidos, Rússia, Arábia Saudita e Turquia foram considerados perigosos em relação ao risco de contágio e fazem parte do grupo de países para os quais as fronteiras europeias, encerradas no início de março pela primeira vez na história do bloco, continuam fechadas.

Se você tiver uma viagem de trabalho ou tiver que entrar na Europa por outro motivo, será preciso justificar com documentação a razão pela qual está indo e corre o risco de que o seu visto seja negado. Portanto se tiver uma viagem de lazer planejada na Europa – esqueça por enquanto. Se tiver uma viagem que não é lazer – cuide de adquirir as provas para não ser barrado no aeroporto.

Lista provisória de países cujos cidadãos podem entrar na UE

  • Argélia,
  • Austrália,
  • Canadá,
  • Coreia do Sul,
  • Geórgia,
  • Japão,
  • Marrocos,
  • Montenegro,
  • Nova Zelândia,
  • Ruanda,
  • Sérvia,
  • Tailândia,
  • Tunísia e
  • Uruguai.

A lista de países será revisada a cada 2 semanas. Os parâmetros para que mude o status de um país incluem a curva do contágio, o número de novos casos, a confiabilidade dos números, a capacidade de testes e as regras de prevenção estabelecidas em cada país. Pelo andar das coisas, o Brasil vai ficar barrado por muito tempo.

 

 

=================================================
Descontos para seguidores:
➜ Desconto de até R$ 179 no AirBNB
Primeira viagem de graça pelo Buser
➜ Desconto de USD 10 na anuidade da Worldpackers
➜ Desconto em Seguro viagem
➜ Reserve ingressos para qualquer atração na Europa e fuja das filas
➜ Chip de viagem internacional para ficar conectado em qualquer lugar do mundo

Precisa de hospedagem barata em qualquer lugar do mundo?
Reserve por Aqui e ajude o blog sem pagar nada a mais por isso!
E que tal visitar museus pela Europa sem fila?
Reserve com o TicketBar Aqui e ajude o blog sem pagar nada a mais por isso!


Quer saber tudo e mais um pouco sobre veneza?
Compre o e-book! Aqui e ajude o blog sem pagar nada a mais por isso!


Tradutora, redatora e mochileira, trabalho de qualquer lugar desde 2018. Mostro que é possível fazer intercâmbio e mochilão sem precisar gastar demais. Até agora, visitei 23 países, morei na Holanda, na Alemanha, na China. Fiz 5 intercâmbios - 3 com bolsa de estudos e outros trabalhando ou como voluntária - fiz voluntariado no Brasil e na Europa, mochilão pela Europa, e agora estou no Brasil, último destino: Peru.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

virandogringa