Como planejar a rotina de trabalho pelo seu ciclo menstrual

Descobri a relação entre ciclo menstrual e produtividade mais tarde do que gostaria. Fui pouco orientada sobre menstruação até que ela veio de surpresa aos 12 anos. Na adolescência, com 17, comecei a tomar anti-concepcional e só fui parar aos 21.

Lutava contra o meu ciclo, sem aceitar ou conhecer as minhas fases. Hoje, enxergo que as fases do ciclo menstrual fazem parte do meu corpo e posso conviver em harmonia com ele, o que ajuda a também (tentar) viver em harmonia com a minha mente.

Como trabalho em home-office desde 2018, sempre estou buscando maneiras de aprimorar minha rotina e organizar as inúmeras tarefas envolvidas na vida de freelancer.

Foi nessa época que comecei a pensar em como planejar a rotina pelo ciclo menstrual, para usar as mudanças de humor a meu favor.

Ciclo Menstrual e Produtividade: planejando tarefas

A duração média do ciclo menstrual é de 28 dias, mas pode variar de 20 a 45 dias. Por isso é importante conhecer o seu ciclo de forma detalhada, já que fórmulas prontas não vão ser suficientes para determinar a relação entre o seu ciclo menstrual e a produtividade.

Quais são as fases do ciclo menstrual?

O ciclo menstrual funciona com base em estímulos hormonais enviados pelo cérebro, causando mudanças nos ovários e no útero, que refletem em todo o corpo.

Uma divisão simplificada, adotada por Frankovich & Lebrun, considera duas fases: a folicular, compreendendo o período do sangramento até a ovulação (inclusive), e a lútea, que se inicia logo após, estendendo-se até o início do sangramento.

Seguindo essa divisão, a primeira metade do ciclo prepara o óvulo para ser liberado a partir do ovário e constrói o tecido do útero. A segunda metade do ciclo prepara o útero e o corpo para aceitar o óvulo fecundado, ou para iniciar o próximo ciclo se uma gravidez não ocorrer.

Fases do seu mês: cada ciclo é único

Uma vez que você entende qual o SEU ciclo menstrual – ou seja – quanto dura cada fase no seu corpo, poderá planejar algumas atividades de acordo com o seu humor e disposição em cada fase.

O ciclo menstrual é mais que apenas saber o começo e o fim da menstruação. Pessoalmente, observando meu ciclo ao longo do mês percebi que tenho por volta de quatro fases: uma semana de TPM, pouco menos de uma semana menstruando, uma semana pós-menstruação e uma semana de ovulação.

Fase 1. TPM: auto-aceitação e introspecção

A fase mais conhecida é a TPM, que vou chamar de fase 1. Nessa fase, as mulheres podem sentir: sensibilidade nos seios, constipação intestinal ou diarreia dependendo da pessoa, retenção hídrica com ganho de peso, fadiga, alterações no humor (irritabilidade, depressão, choro, hipersensibilidade emocional), insônia e até dores de cabeça.

Muitas mulheres tem cólicas, mudanças no apetite e no comportamento alimentar (maioria com compulsão alimentar e outras que podem perder a fome), dificuldade de concentração no trabalho. Para algumas, pode haver também aumento de acne.

Na TPM, não marque reuniões importantes, faça as tarefas repetitivas que você já domina. Sabendo que as cólicas e a indisposição são grandes especialmente nos primeiros dias, me dou o direito de descansar mais e também comer o que quiser.

Nessa fase não faço lives, não apareço nos stories. Por ser tradutora freelancer, as tarefas na TPM podem ser organizar todas as traduções do mês, preparar tudo que preciso para trabalhar, como as memórias de tradução.

Preencher tabelas de contabilidade é outra tarefa que faço durante os períodos de TPM, afinal todo mês é quase a mesma coisa. Também tenho uma tabela onde registro todos os meus trabalhos, nesse momento do mês, posso organizar essa tabela.

Outra opção seria fazer traduções de assuntos que conheço muito bem, pois é um trabalho que pode ser feito mais rapidamente.

Fase 2. período menstrual: intuição e análise

Durante a menstruação, nossa mente clareia novamente. Já passou a TPM, vem a sensação de alívio e acaba o inchaço.

Se você se sente assim, use esse ambiente mental favorável para avaliações e planejamento de mudanças na sua rotina. Também é uma oportunidade para fazer uma revisão dos seus objetivos de curto e médio prazo.

Por outro lado, para algumas mulheres, o período menstrual pode ser tão difícil quanto a TPM. Nesses casos onde a cólica pode atrapalhar, é um momento mais introspectivo, para analisar nossa jornada, revisar o calendário, planner ou agenda.

É o momento perfeito para refletir se continuamos com um cliente pouco satisfatório, o que precisamos fazer para atingir nossos objetivos e se estamos indo na direção que gostaríamos.

Fase 3. período pós-menstrual: produtividade e força

Junto com o final da menstruação, vem também a disposição do organismo para exercícios e atividades que exigem rendimento, força e resistência.

Por ser uma fase mais produtiva, surge um bom momento para iniciar grandes projetos, no meu caso pode ser iniciar uma tradução longa. Nessa fase também escrevo e desenvolvo textos.

As pautas que foram construídas e planejadas na fase anterior, podem ser concretizadas agora. Ou podemos dar o primeiro passo, que é sempre o mais difícil, em um projeto parado.

Fase 4. período fértil: comunicação e ação

Esse é o período da comunicação. Muitas mulheres relatam ter a auto-estima mais elevada nesse período. Portanto, é o momento ideal para ter conversas importantes e fazer negociações.

Na fase ovulatória vem um bom momento para prospectar novos clientes e fechar novos contratos. Tanto na fase 2 como na fase 3, fica mais fácil para as mulheres fazerem exercícios, e altos níveis de endorfina também tem influência na produtividade.

Mais sobre ciclo menstrual e produtividade

Recomendo usar aplicativos para conhecer o seu ciclo menstrual, quantos dias dura cada fase, e como acontece cada fase para você. Apesar de ter semelhanças entre os ciclos de diferentes pessoas, somos únicas.

Se você gosta mais de usar papel, separe um caderninho ou parte da sua agenda para escrever como se sente pensando na fase do mês. Tenho o costume de escrever um diário que não é diário, ou seja, um não-diário.

Escrevo quando tenho vontade porque isso me acalma. Colocar datas sempre que for escrever no não-diário pode ser um bom jeito de comparar seu humor e seu ciclo menstrual. Eu costumo comparar meu não-diário com meu calendário menstrual e as coisas que escrevo na TPM são bem diferentes do que escrevo no período fértil, por exemplo.

Além de escrever sobre meu humor e os dias que sinto mudanças do ciclo, gosto de consumir conteúdo feito por mulheres, ler livros sobre ser mulher e me conectar comigo mesma através das histórias de outras.

confira alguns livros sobre o assunto:

1 – Lua Vermelha: As Energias Criativas do Ciclo Menstrual


Ele livro conta sobre a natureza cíclica do corpo das mulheres, explorando arquétipos da menstruação e da condição feminina contidos na simbologia de mitos, lendas e contos de ficção. É um bom jeito de se distrair conhecendo mais sobre mitologias relacionadas ao ser mulher.

2 – A Ciranda das Mulheres Sábias

Esse livro fala sobre diferentes modos de ser ver como mulher ao longo da vida e como esses modos se entrelaçam. A frase de capa já diz muito da mensagem do livro: “ser jovem enquanto velha e velha enquanto jovem”.

A autora, Clarissa Pinkola Estés, conta história da sua vida, além de falar sobre ancestralidade, sabedoria e a força interna presente em toda mulher. O estilo calmo da escrita dela me acalma nas TPMs.

3 – Mulheres na Jornada do Herói

A Jornada do Herói, ou monomito, é uma estrutura para contar histórias que nasceu com Joseph Campbell, na obra “O Herói de Mil Faces”. Depois foi adaptada por Christopher Vogler na Jornada do Escritor.

As autoras Beatriz Del Picchia e Cristina Balieiro produziram uma obra dinâmica e objetiva na qual resumem os passos da jornada descrita por Campbell ao apresentar histórias e depoimentos de mulheres que superaram diferentes desafios.

Espero que esse post tenha te inspirado a trabalhar em parceria com seu corpo, conhecendo melhor a relação entre ciclo menstrual e produtividade. Bom trabalho pra nós!

virandogringa