Como se tornar tradutor? Dicas e vídeos para iniciantes

Como vocês vão ver nos vídeos no final deste post, iniciar uma carreira de tradução depende de muito esforço, insistência e uma gotinha de sorte. Neste post vou colocar algumas dicas de como se tornar tradutor, enquanto conto minha história!

Dicas de como se tornar tradutor freelancer

1. Construa um portfolio

No começo, vai ser difícil conseguir trabalho. Como todo freelancer, você precisará lutar pelo seu espaço. Um bom começo é traduzir algo que gosta, para ganhar experiência mesmo trabalhando de graça.

Ao traduzir coisas que você gosta, vai ser mais fácil aprender as técnicas e descobrir o seu ritmo de trabalho como tradutor. A maioria dos tradutores faz entre 2 mil e 4 mil palavras por dia. Até hoje, trabalhei em uma empresa de tradução que pedia 4 mil palavras por dia, enquanto outras agências que trabalho atualmente assumem que um tradutor faz de 2 a 3 mil palavras por dia.

Os primeiros textos que traduzi foram capítulos de um livro chamado The Undutchables, que fala sobre os costumes dos holandeses do ponto de vista de um americano que mora lá. Comecei em 2011, quando ainda morava na Holanda, fazendo intercâmbio de trabalho.

Logo que consegui aprimorar o inglês, comecei a traduzir artigos para colegas e professores na faculdade, além de traduzir textos que precisava usar nos trabalhos como citação.

Em 2012, consegui uma bolsa e estudei por um ano na Holanda, fazendo todos os trabalhos em inglês, assistindo aulas no idioma e lendo artigos que os professores pediam. Ler em outro idioma me ajudou a aprimorar o inglês acadêmico, que foi imensamente importante no meu primeiro trabalho formal como tradutora, numa empresa que traduzia Patentes de invenção, que tem linguagem científica.

Enfim, comece de algum lugar! Escolha textos que você gosta, se ofereça para traduzir textos para conhecidos e construa um portfolio para ter uma amostra do seu trabalho quando for executar o segundo passo das minhas dicas de como se tornar tradutor.

2. Mande currículos com frequência

Enviar currículos precisa ser parte da sua rotina como tradutor. Sempre que vou me oferecer para um trabalho, envio meu CV, Portfolio e cartas de recomendação de clientes, colegas ou professores. Aliás, fiz meu portfolio no Canva.com.

No começo, eu procurava empresas de tradução no Google e simplesmente procurava a parte do site para enviar currículo como “Work with us” (Trabalhe conosco) ou qualquer coisa parecida. A maioria dos sites de agência de tradução que contrata freelancers tem uma seção como essa. Outros lugares para encontrar agências são o Proz.com ou o Translator’s Cafe.

3. Tenha um bom marketing online

O mundo da tradução é competitivo, por isso para se tornar tradutor, você precisa se sobressair.

Além do ProZ.com que te dá possibilidade de ter um perfil de tradutor gratuito e completo, o LinkedIn também é uma maneira de conseguir jobs.

Ter um site também é uma ótima estratégia para tradutores freelancer, você pode colocar todas os seus serviços, os idiomas que fala, sua formação, seu portfolio e clientes. Dá uma olhada no meu site, é bem simples, mas passa o recado.

4. Tenha paixão por pesquisar, pesquisar, pesquisar

A coisa que eu mais faço como tradutora é pesquisar, ler e procurar o real significado das palavras que estou traduzindo. Não basta ter o Google tradutor aberto e achar que a primeira tradução disponível é a correta.

Quando está traduzindo um texto, você precisa estar ciente que uma palavra em inglês pode ter dezenas de significados diferentes em português e vice-versa. Aliás, não só inglês como qualquer idioma que esteja traduzindo. Como assim?

Bem, dependendo do campo de conhecimento, uma mesma palavra pode ser interpretada de diversas maneiras. É completamente diferente traduzir um texto de Engenharia e um texto de Marketing, Medicina, Farmácia, Agronomia ou Informática. Existem centenas de áreas do conhecimento, então é fundamental que você se atente ao vocabulário adequado na hora de traduzir um texto. Também é possível ver se o cliente fornece um glossário próprio. É mais legal ainda quando você cria um glossário e apresenta ao cliente, mostra que você se importa com o resultado do seu trabalho.

Por isso, todo tradutor precisa ter em mãos o maior número possível de referências para busca. Existem centenas de dicionários e glossários específicos disponíveis gratuitamente online, basta procurar. E é isso que diferencia o bom tradutor do tradutor que não consegue trabalhos: a precisão e o apego pela qualidade. Essa é minha dica principal sobre como se tornar tradutor: procure sempre fazer o seu melhor.

O site que mais me ajuda para busca de termos técnicos é o Proz.com. Existe uma seção do site somente para busca de termos aqui. Além disso, sempre uso dicionários online para buscar todos os significados de uma palavra no idioma nativo. Para inglês, você pode usar o Cambridge Dictionary, o Collins, o Merriam-webster, o Macmillan e o Oxford. Você também pode procurar sinônimos de palavras em inglês para entender melhor o seu significado, ou escrever uma boa versão (tradução PT > EN) usando o Power Thesaurus.

5. Saiba usar as CAT Tools mais populares

Todo tradutor que for contratado por uma empresa vai precisar lidar com algumas ferramentas de tradução. CAT significa “Computer assisted translation“, então são ferramentas que fazem uma pré-tradução e ajudam o tradutor a aumentar sua velocidade de trabalho.

De qualquer forma, o tradutor ainda vai precisar editar a tradução de máquina e fazer a localização do conteúdo – que é adaptar a tradução escolhendo as palavras corretas para o público-alvo ou campo do conhecimento, como já mencionei nesse post.

Então, se você quer saber como se tornar tradutor, comece conhecendo algumas CAT Tools gratuitas:

6. Busque referências e vá a eventos de tradução

Você pode ser afiliado de uma dessas associações, dependendo do público que você quer atingir e para quais agências deseja trabalhar. As associações geralmente se referem aos tradutores de um país ou continente, ou então ao trabalho específico feito pelos profissionais.

Existem também muitos congressos de tradução mundo afora. No Brasil, tem alguns que já são velhos conhecidos como:

Outras referências são tradutores experientes, você pode ter o primeiro contato com muitos profissionais experientes do ramo no grupo de Facebook “Tradutores, Intérpretes e Curiosos“.

Existem também pessoas que fornecem cursos de formação para tradutores iniciantes como:

7. Faça um curso de tradutor freelancer

curso-de-tradutor-profissional

Tradutora, redatora e mochileira, trabalho de qualquer lugar desde 2018. Mostro que é possível fazer intercâmbio e mochilão sem precisar gastar demais. Até agora, visitei 23 países, morei na Holanda, na Alemanha, na China. Fiz 5 intercâmbios - 3 com bolsa de estudos e outros trabalhando ou como voluntária - fiz voluntariado no Brasil e na Europa, mochilão pela Europa, e agora estou no Brasil, último destino: Peru.

3 thoughts on “Como se tornar tradutor? Dicas e vídeos para iniciantes

  1. Irado o texto Ju! Muito interessante saber mais sobre como começou sua carreira, e é um privilégio ter acesso a essas dicas preciosas pra quem quer começar! Muito obrigado!

    Ps. Seu blog está irado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

virandogringa