Virando Gringa

Europa passará a cobrar taxa para entrada de estrangeiros na U.E. (turistas e profissionais)

Por decisão aprovada nesta quarta-feira, 25 de abril de 2018, a União Europeia passará a cobrar uma taxa de 7 euros para entrada nos países membros.

Foto: Gianluca Cosetta

A taxa serve tanto para turistas como para profissionais oriundos de países que, atualmente, não precisam de visto para entrar na União Europeia.

No caso do Brasil, não precisamos de visto para turismo, apenas temos que prestar atenção no tempo da nossa viagem.

Saiba mais sobre como funciona o visto de 90 dias para brasileiros na Europa

Com a nova regra, os viajantes terão que preencher dados pessoais em um site e pagar uma taxa de 7 euros para poder viajar pela Europa.

O novo imposto faz parte do Sistema Europeu de Informação e Autorização de Viagem (Etias – European Travel Information and Authorisation System). Esse sistema foi aprovado em um acordo entre a Comissão Europeia e o Parlamento, em Bruxelas.

A iniciativa ainda precisa do aval do plenário do Parlamento Europeu. Ainda não divulgaram a data que vai entrar em vigor.

Porque estão fazendo isso?

Essa mudança está sendo estudada desde 2015, por causa dos atentados em Paris e depois em diversas outras cidades europeias.

O Etias pretende melhorar a segurança e aumentar a capacidade de identificar quem são as pessoas entrando e saindo da Europa de avião. O sistema é idêntico ao dos Estados Unidos, que faz um cadastro de todos os passageiros que ingressam no país.

European Commission President Jean-Claude JunckerJean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia em setembro de 2016.

Em 2016 o Presidente da Comissão Europeia declarou:

“We need to know who is crossing our borders. This way we will know who is travelling to Europe before they even get here.”

Ou seja, em tradução livre: “Precisamos saber quem está cruzando nossas fronteiras! Dessa forma saberemos quem está viajando para a Europa antes mesmo da sua chegada.”

A principal razão alegada para a aprovação da autorização do ETIAS é a segurança. Com o aumento dos viajantes de todo o mundo, a UE quer garantir viagens seguras em seus países.

O que eles pretendem é detectar se uma pessoa é uma ameaça de alguma forma para a segurança dos países do acordo de Schengen. Isto levará a pessoa a ser impedida de entrar e a evitar a ameaça de estar presente dentro das fronteiras da UE. Basicamente, pretendem tratar de um problema antes mesmo de ele existir, uma abordagem tipicamente europeia.

O que muda pra nós, brasileiros?

De acordo com esse projeto, cada vez que viajam pra UE os brasileiros terão que entrar em um site, preencher um formulário e pagar uma taxa de 7 euros.

O que eles querem é ter mais controle, apenas.

Esse cadastro continuará a dispensar a necessidade de um visto, as regras de 90 dias continuam, ou seja, nós continuamos tendo o direito de ingressar e permanecer 90 dias dentro de 180 viajando por países do Espaço Schengen.

Se você não entendeu esse lance de 90 e 180, fiz um post explicando!

Por enquanto é isso, vamos aguardar mais informações!

Precisa de hospedagem barata em qualquer lugar do mundo?
Reserve por Aqui e ajude o blog sem pagar nada a mais por isso!
E que tal visitar museus pela Europa sem fila?
Reserve com o TicketBar Aqui e ajude o blog sem pagar nada a mais por isso!


Quer saber tudo e mais um pouco sobre veneza?
Compre o e-book! Aqui e ajude o blog sem pagar nada a mais por isso!


Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

virandogringa