Virando Gringa

Hospedagem de Graça pelo CouchSurfing: Como funciona? É seguro?

Couchsurfing é o site de hospedagem gratuita mais popular do mundo. Atingiu mais de 10 milhões de usuários em 2016, e segue crescendo. Neste artigo falamos sobre como funciona o couchsurfing, dicas de segurança no couchsurfing, como fazer um bom perfil no couchsurfing, como encontrar bons anfitriões (hosts) no couchsurfing e muito mais sobre esse site que revolucionou o mundo da viagem alternativa.

1. O que é o Couchsurfing? 

 
Couchsurfing é uma rede de troca de hospedagem pelo mundo todo. “CS” para os íntimos, também se define como um serviço de hospitalidade com base na Internet. Em 2009 atingiu a marca de 1 milhão de membros em mais 180 países e territórios do mundo. Em 2018, já conta com 15 milhões de usuários, sendo que 400.000 são anfitriões ativos e certificados. Vamos falar sobre certificação mais pra frente.

É uma das melhores ferramentas pra quem quer hospedagem barata, pois não envolve pagamentos, somente troca de gentilezas. Porém tem um código de ética que vamos falar a seguir.

2. Como funciona o Couchsurfing? 

Os membros usam o couchsurfing como uma rede social, bem parecido com o facebook porque permite colocar uma descrição de perfil, idade, onde nasceu, pra onde já foi, e fotos das suas viagens.

Criado por Casey Fenton, o couchsurfing disponibiliza várias funcionalidades como perfis pessoais ou coletivos detalhados, um sistema opcional de verificação de identidade que pode ser pago por paypal ou cartão de crédito e um sistema de referências pessoais (quem lembra dos depoimentos do orkut? é mais ou menos isso!).

Em alguns perfis você vai ver um símbolo com 4 mãozinhas entrelaçadas, é o símbolo do vouch, que era uma funcionalidade que existia no começo do site e permitia que membros dessem um “voto de confiança” para outros membros, para assim aumentar ainda mais as possibilidades de verificar se alguém é confiável ou não. Porém esse sistema não existe mais no site, pois foi trocado pela verificação paga.

Existem muito mais funcionalidades à disposição dos membros como grupos de discussão, reuniões e encontros, salas de conversa e muito mais. Uma das coisas que mais gosto no CouchSurfing é a possibilidade de aprender novos idiomas. Os membros tendem a convidar outros quando tem hóspedes gringos, para otimizar e expandir a experiência internacional por onde passem. É parte da filosofia do couchsurfing dividir com os outros o que você tem, mesmo que não seja de sobra!

3. Dicas de montar um perfil legal no Couchsurfing

Faça perfil em inglês: Toda a comunidade é baseada na cooperação internacional. Se você tem dificuldade com o inglês e quiser se hospedar somente no Brasil, talvez não precise deixar em inglês. É claro que existem milhares de brasileiros na rede, mas provavelmente eles vão ter perfis em inglês também, vc vai ver 😛

Esse perfil exemplar é da Karin, que me hospedou na Alemanha, mas não está aceitando hóspedes no momento. Que pena, ela é um amor de pessoa.

Nunca minta no perfil do couchsurfing

Não minta número de pessoas, nem idiomas, nem seus objetivos de viagem. Um dos principais medos de quem hospeda é de ter alguém que não bate com a descrição. Se você não fala francês, não diga que fala. 
Eu tive uma experiência com isso: sem saber das regras, coloquei “francês – begginer” (iniciante) no meu perfil no mesmo dia em que comecei a aula de francês! Não era mentira, mas já deu treta hahahah

O Markus, um moço alemão me aceitou pra ficar na casa dele lá na Alemanha (numa cidade chamada Bayreuth), só que ele falava apenas Alemão ou Francês. Como eu coloquei “begginer” ele pensou que eu ia conseguir me comunicar com ele, e no fim das contas acabamos precisando de mímica e palavras chave em inglês a semana toda, porque apesar do meu inglês ser bom, o dele era inexistente. No final deu tudo certo e nos divertimos muito, mas recomendo a você fornecer apenas informações verdadeiras porque pode aparecer um host que não seja tão paciente quanto o Markus.


Fale de você de forma simples e sucinta: lembre-se, é Couchsurfing, não Orkut! Ficar colocando grandes textos filosóficos não tá com nada. Afinal se a pessoa souber tudo de você antes mesmo de te hospedar, que graça vai ter?

Referências: Tente entrar em contato com todo mundo que você conhece para ter muito amigos no Couchsurfing, e quem sabe ter alguém que te indica como confiável, isso vai facilitar. Uma vez que você tenha amigos nesta rede social, peça para que eles escrevam uma referência sobre você.
Coloque algumas fotos além da foto de perfil. Isso vai facilitar da pessoa criar uma ideia de quem você é. Coloque fotos com amigos, retrate suas experiências de viagem. 
Não fique mais tempo do que o combinado. Não tente usar coisas que o host não autorizou. Não pegue coisa da geladeira a não ser que a pessoa te fale que pode. Se for para um país muito exótico, leia sobre os costumes.
Resumindo: não dê uma de “br huehue” querendo se aproveitar da pessoa! A rede é baseada em mútuo respeito, então por favor, ponha em prática o que a mamãe te ensinou!

4. Precauções para achar um bom anfitrião no Couchsurfing 

Escolha usuários bem cotados. Quando acessar o site você vai entender: usuários com o maior número de referências, certificado de confiança, grande número de amigos, etc. O sistema funciona bem para identificar quem mais hospeda, e esses são os melhores.

Leia o perfil da pessoa, e veja se combina com o seu. Exemplo, se você gosta de “balada”, vá pra casa de um baladeiro. Se você gosta de ler, vá pra casa de alguém mais quieto, e por aí vai. Independente de ser do mesmo sexo ou não, vai rolar mais afinidade se a pessoa parecer um pouco com você.

https://ieeexplore.ieee.org/document/5284060/

Existe até estudo científico sobre o Couchsurfing! O artigo chamado “Surfing a Web of Trust: Reputation and Reciprocity on CouchSurfing.com” ou “Surfando numa rede de confiança: reputação e reciprocidade no Couchsurfing.com” – tradução livre – trata do mecanismo de verificação de usuários no Couchsurfing e até onde esta verificação é feita por amigos íntimos ou por desconhecidos que se ajudam, e como ela pode ser ainda mais confiável.

5. Couchsurfing é seguro? Dicas de segurança 

Lembre-se, o couchsurfing é uma rede é baseada em confiança, mas o mundão tem de tudo! Cuidado!

Couchsurfing é seguro em geral, mas tem algumas coisinhas que você pode fazer. Peça contatos em redes sociais, confira a pessoa na internet. Agende um encontro no Skype antes de hospedar! Se você sentir que a pessoa tem uma cara “esquisita” no seu ver, já basta. Confie nos seus instintos.E básico: tenha em maõs sempre um telefone de ajuda, por exemplo, o da embaixado do Brasil no país onde você vai. Ou então avise alguém aonde está indo. Não minta para os seus conhecidos por medo do julgamento do que vão achar de você fazendo Couchsurfing! Seja inteligente e assuma sua modernidade! hahaha

Tenha o endereço de um Hostel anotado, caso o Couch falhe! Existe gente no mundo que não se importa com os outros, mesmo estando numa rede como esta. Ou então pode ser que aconteça um imprevisto com o seu Host gente boa, e aí você fica perdido num vilarejo alemão no meio da neve às 22h de uma terça-feira (true story, bro).
Boa Viagem!

Precisa de hospedagem barata em qualquer lugar do mundo?
Reserve por Aqui e ajude o blog sem pagar nada a mais por isso!
E que tal visitar museus pela Europa sem fila?
Reserve com o TicketBar Aqui e ajude o blog sem pagar nada a mais por isso!


Quer saber tudo e mais um pouco sobre veneza?
Compre o e-book! Aqui e ajude o blog sem pagar nada a mais por isso!


4 comentários sobre “Hospedagem de Graça pelo CouchSurfing: Como funciona? É seguro?

  1. Pingback: Como viajar com pouco dinheiro « Virando Gringa

  2. Pingback: Um bilhete só para a Europa inteira! Conheça o Global Pass - Virando Gringa

  3. Pingback: Como calcular o preço do seu mochilão pela Europa

  4. Pingback: Minha experiência com nomadismo digital sendo tradutora e redatora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *