Virando Gringa

Novo Museu de História Natural de Shangai surpreende com arquitetura ecológica


Museu de História Natural de Shangai

Uma obra de arte em toda sua extensão, o Museu de História Natural de Shangai acabou de abrir agora em Maio de 2015, e me deu uma vontade danada de viajar de novo pra China!

A estrela do lado de fora do museu é o Jardim Aquático (foto acima), que é o mais doido que eu vi até agora em museus (e olha que sou rato de museu!).

O Museu vai trazer mais de 10 mil obras e artefatos do mundo todo em seus quase 5 hectares de pura magia *.*  

O design foi criado por arquitetos da Perkins + Will, e foi escolhido entre vários outros designs do mundo todo através de uma competição. O objetivo era fazer com que o museu fosse parte integrada do parque já existente. Parece que deu certo, pois o teto verde se junta ao gramado do parque dando uma sensação de que um pertence ao outro.

O prédio foi inspirado no formato de uma concha, e ficou mesmo bem parecido. Me lembrou as Earthships, aquelas casas ecológicas que são feitas praticamente dentro do solo 

O que faltou para este prédio ser uma Earthship foi usar materiais reciclados, ter um sistema de coleta de energia solar, ter banheiros secos, produzir a menor quantidade de lixo possível, entre outras características, mas o prédio é promissor. 


Como é um museu, o prédio tem conhecimento espalhado pelas suas paredes. A foto abaixo mostra por exemplo uma organização similar a estruturas celulares de plantas e animais. Outras paredes do museu mostram estruturas de placas tectônicas, cânions e vegetações da terra. 

Os arquitetos fizeram o que deu pra fazer dentro da proposta de um prédio tradicional, que quer ser natural. Por exemplo, a temperatura interna é controlada por um sistema Geotérmico. Esse sistema “usa energia da terra para esquentar no inverno e esfriar no verão”. Se quiser saber mais sobre o assunto, joga “Geothermal Energy” no Google e divirta-se!

O teto verde vai coletar água da chuva (ponto pra eles, chegando perto de ser uma Earthship!), além e contribuir para o controle de temperatura do prédio.

Os arquitetos ainda chamam o prédio de “Bioclimático”, ao afirmarem que o design dele contribui para maximizar a luz natural do dia. Ainda não temos informações sobre possíveis exposições, mas posso dizer com certeza que a ciência deu um passo a frente com esse prédio!

Vale uma visita!

Fonte: Science Direct, adaptações de Juliana Arthuso.

Precisa de hospedagem barata em qualquer lugar do mundo?
Reserve por Aqui e ajude o blog sem pagar nada a mais por isso!
E que tal visitar museus pela Europa sem fila?
Reserve com o TicketBar Aqui e ajude o blog sem pagar nada a mais por isso!


Quer saber tudo e mais um pouco sobre veneza?
Compre o e-book! Aqui e ajude o blog sem pagar nada a mais por isso!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *